domingo, setembro 14, 2008

O Estado da Educação Tecnológica

O número de visitantes deste blog tem aumentado consideravelmente, sendo maioritariamente provenientes de Portugal e do Brasil. Fico contente com isso e agradeço os elogios ao blog - algo que faço com gosto.
Nesta altura em que os portfólios estão tão em voga devido à avaliação dos professores, eu desde 2006 (ano em que comecei este blog) vejo este blog como um portfólio que mostra algum do meu trabalho - o que é mais fácil de mostrar e partilhar com colegas docentes e principalmente com os alunos o meu trabalho e dedicação a esta disciplina.
No entanto esta disciplina sofre muito com as novas conjunturas. Neste momento quase toda a gente lecciona Educação Tecnológica. O grupo 530 (Educação Tecnológica) junta muitas habilitações - desde a Engenharia, ao Secretariado, Horto-floricultura, etc. Se uns tem capacidade para inovar e se reciclar dignificando assim a disciplina, outros no entanto devido ás suas habilitações (a meu ver impróprias para leccionar a disciplina) arrastam-se durante anos lectivos passando o tempo a fazer que leccionam a disciplina.
É pena que isto aconteça. A meu ver o grupo de Educação Tecnológica devia ser dividido por àreas de formação, com a extinção de algumas que pouco ou nada trazem de mais valias à disciplina.
Talvez por isso ou por mobilidade dentro das escolas tenho recebido inúmeros pedidos de ajuda de colegas, que pedem ou planificações, ou projectos para realizar, etc. Tento sempre ajudar na medida do possivel, no entanto há que ver que disponho de muito e bom material para leccionar a disciplina, totalmente realizado por mim e sem qualquer ajudas. Foi um trabalho que tive que fazer para poder estar ao nível que esta disciplina me exigia. Fiz manuais, sebentas, apresentações, portfólios, fichas, um grande número de recursos que utilizo nas minhas aulas.
Este blog mostra o resultado final de anos de trabalho, não mostra tudo, mas mostra o que fiz com gosto e com dedicação com meios próprios e com vontade própria que de ano para ano se perde.
Vou continuar a disponibilizar ajuda sempre que me pedirem. Não peçam tudo, peçam algo e partilhem também as vossas experiências e o vosso trabalho. Só cooperando podemos levar esta disciplina a um nível mais elevado.

1 comentário:

Safira disse...

Olá colega!

Sou professora de Educação Tecnológica há 25 anos e a minha formação de base é Artes Plásticas, com domínio nas áreas de cerâmica, pintura e tapeçaria. Confronto-me exactamente com o que descreve. Grande parte dos colegas pedem-me ajuda para a planificação e realização de trabalhos, nomeadamente no que diz respeito aos projectos...
Concordo consigo, e tb acho que esta disciplina devia ser dada por áreas de formação...

Bom ano e continue assim...

Saudações cordiais.

Safira